Grávida pode fazer tatuagem? Entenda tudo sobre o assunto

  • Tatuagem durante a gravidez

Afinal, grávidas podem fazer tatuagens? Essa é uma dúvida frequente nos estúdios de tatuagem. A gravidez é um momento único na vida de toda mulher e toda decisão deve ser tomada com segurança. Entenda tudo sobre tatuagens durante a gravidez.

Sendo muito breve na resposta: Não é recomendado que mulheres grávidas façam tatuagens durante a gestação. Inclusive, é recomendado que a mulher aguarde o fim puerpério, conhecido também como o resguardo para realizar tatuagens.

Tatuagem na Gravidez: Impacto para a mãe

Durante a gravidez, o corpo da mulher passa por inúmeras mudanças e adaptações corporais e hormonais para a geração do bebê. Por isso, a tatuagem pode ser prejudicial tanto para a mãe, quanto para o bebê.

O ideal é esperar até o fim por puerpério para realizar a sua tatuagem, pois, o seu corpo já estará com os níveis hormonais e mais equilibrados e o seu corpo estará próximo ao que era antes da gravidez. Após o parto, você estará com alguns quilos a mais e é comum ficar com um pouco de flacidez na pele.

Ou seja, esse período não favorece a realização de tatuagens, pois, não será possível ter certeza como o desenho ficará na sua pele após o período de mudanças.

Além das coisas citadas acima, é importante dizer que o sistema imunológico da mulher fica mais baixo durante a gravidez, por isso, há maior risco de infecções no local da tatuagem.

Tatuagem na Gravidez: Impacto para o bebê

Já para o bebê, os maiores riscos são contaminação através das tintas ou materiais não esterilizados corretamente ou descartáveis. Não é possível afirmar se as tintas usadas na tatuagem podem afetar o bebê de alguma forma. Neste caso, o melhor é prevenir do que remediar. Não é verdade?

Quando o assunto são os materiais utilizados, é extremamente importante que você se certifique que o estúdio e o tatuador seguem todas as regras da ANVISA. Independente da gravidez, é possível ser contaminado com vírus como os que causam a hepatite B, C e o vírus HIV, que prova a AIDS. Se a mulher estiver grávida, é possível passar esses vírus para o bebê.

Tatuagem de Hena na gravidez

Tatuagens de hena podem até ser inofensiva, mas precisa ser hena pura (normalmente o que se usa são preparados químicos com hena, não hena pura), e ainda há o risco de ficar com alergia ao produto. Na dúvida não arisque a sua saúde e nem a do bebê!

Conclusão

Como podemos ver, o melhor a fazer é esperar a gravidez e o puerpério passar para você ter a sua primeira ou a sua próxima tatuagem. Neste período, o melhor a fazer é evitar ao máximo se expor à riscos.

By |2020-05-22T13:28:55+00:00novembro 11th, 2019|blog|0 Comentários